NFS-e, saiba se você pode emitir

A NFS-e, Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, surgiu para diminuir as burocracias e modernizar os processos tributários para os prestadores de serviços.

O que é NFS-e?

A NFS-e, Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, é um documento de existência digital, gerado e armazenado eletronicamente em Ambiente Nacional pela Receita Federal do Brasil, pela prefeitura ou por outra entidade conveniada para documentar as operações de prestação de serviços.

Nela contém campos que reproduzem as informações enviadas pelo contribuinte e outros que são de responsabilidade do Fisco.

Qual a diferença entre NF-e, NFC-e e NFS-e?

A diferença é que a NF-e é utilizada para registrar a venda de produtos. Por exemplo: Quando você compra um produto pela Internet você recebe uma NF-e.

Já a NFC-e é uma nota para o consumidor final, quando você compra em um supermercado ou restaurante, é a nota fiscal de consumidor eletrônica que deve ser emitida.

Já a NFS-e registra a compra de um serviço prestado. Por exemplo: Quando você contrata um serviço em academias, escolas, empresas de software, é a NFS-e que deve ser emitida.

Quais serviços podem ser descritos em uma NFS-e?

Pode-se descrever vários serviços em uma mesma NFS-e, desde que relacionados a um único item da lista de mesma alíquota e para o mesmo tomador de serviço.

A competência de uma NFS-e é o mês da ocorrência do fato gerador. O sistema assumirá automaticamente o Mês/Ano da emissão do RPS ou da NFS-e, o que for inferior, podendo ainda o contribuinte informar uma competência anterior.

Recibo Provisório de Serviços (RPS) o que é?

O RPS foi criado com o intuito de prover uma solução de contingência para o contribuinte, possui numeração sequencial crescente e deve ser convertido em NFS-e no prazo estipulado pela legislação tributária municipal.

Este documento pode ser utilizado também por contribuintes que, não disponham de infraestrutura de conectividade com a secretaria em tempo integral, possibilitando a geração dos documentos e enviá-los em lote, para processamento e geração das NFS-e.

O que é preciso para enviar os RPS em lote?

Para enviar os Recibos Provisórios de Serviços em lote, é necessário que o contribuinte possua uma aplicação instalada em seus computadores. O Safe ERP é um software completo que conta com a emissão de RPS em lote integrado com diversas prefeituras em todo o país.

O que é preciso para emitir NFS-e?

  • É necessário um adquirir um certificado digital;
  • Software integrado com a prefeitura, na qual o prestador de serviços é cadastrado.

Posso alterar uma NFS-e após a emissão?

Não, após gerada, uma NFS-e não poderá ser alterada. Em caso de erro, ela deve ser cancelada ou substituída por uma nova. Para saber mais sobre NFS-e clique aqui.

Quais são os benefícios da NFS-e?

A nota Fiscal de Serviços Eletrônica traz diversos para o seu negócio:

  • Redução de custos com compra de papéis, armazenamento e gráfica;
  • Simplificação de processos burocráticos e tributários;
  • Possui validade jurídica e fiscal;
  • Permite a realização de transações com segurança;
  • Permite que as emissões sejam automatizadas;
  • Diminui as chances de erro evitando tarefas muito repetitivas;
  • Melhora o controle do seu negócio, visto que é possível visualizar relatórios das notas emitidas, de acordo com suas vendas;
  • Possibilita integração com seu meio de pagamento.

Veja também

Fale Conosco

Rua Vicente Ferrairo, 497
Centro – CEP: 19500-000
Martinópolis / SP

    (18) 3902-6050

Facebook

Instagram

Copyright © Safe Informática Martinópolis Ltda. Me. (Lei 9.610 de 19/02/1998)